crônicas, arte, devaneios e outras histórias

Posts marcados ‘Devaneios’

“Internetando”

Numa tarde de ócio no trabalho, procurei algo p/ fazer.

Se fosse há uns 20 anos atrás, acho que  iria trocar a fita da máquina de datilografar,  arrumar  arquivos em armários gigantes e caixas fedorentas, mas como vivemos na era digital, organizei meu PC.

Feito isto,  fui organizar minha conta e-mail particular.

Vi que tinha quase 2000 e-mails ( isso pq apago vários toda semana) Revi alguns, separei  os importantes e apaguei muitos.

Descobri que faço cadastro de algumas redes que depois nem lembro que existe. Estava cadastrada naall about pets. Sim gosto de animais, é um site interessante,  me cadastrei por  curiosidade acho, mas sei que não vou acompanhá-lo com frequência.

Dentre outras,  haviam convites p/ Linkedin, TEDx Vila Madá, Sonico, CasaPro, My Space, Hi5, Bebo, Livemocha, Google Wave….e dai tem as dos grupos de compras: Brandsclud, Agrupe, Peixe Urbano, Oferta Única e assim vai.

Pensei que sufocante tudo isso! …se aceito todos os convites, vou viver para a internet … #living on the net

Lembro que quando comecei a usar a net com mais frequencia, existia um buscador popular, algumas redes sociais como ICQ e seu concorrente o Odigo ICQ voltou, mas ninguem fala nele e o Odigo, não existe mais.

O pessoal do  colégio só falava nisso,  até o nro. de acesso do ICQ  (  uns 8..9..dígitos) todo mundo tinha o seu decorado, uma espécie de RG virtual….tínhamos e-mail,  mas usávamos pouco com coisas úteis, logo, mandávamos correntes.

Correntes  servem  para duas coisas na minha opinião:

1 perder tempo –  creio que 90% das histórias são mentiras e que quase todo mundo que foi encaminhado tb já havia recebido aquela corrente

2  encher sua caixa de e-mail e dar uma ‘falsa’ sensação que você anda requisitada(o) e recebendo muitos e-mails

Sem falar nas apresentações de powerpoint..#trash

Enfim, aprendi a usar a net com coisas úteis e fúteis. Ocilo entre o bom e o mau.

Bom: Leio jornais e revistas do Brasil e exterior, encontro serviços, vejo resultado de exames, lojas on-line  e as vezes conheço pessoas interessantíssimas em redes sociais ou me aproximo mais de quem está morando loooonge.

Mau: Escrevo num blog por exemplo….(hahaha), vejo fotos de estranhos no facebook o que não me acrescenta muita coisa e quando estou triste, fico vendo videoblogs no youtube, ou curtas no vimeo.

A  inclusão digital é um processo interessante.  Tenho um amigo que acha ela maldita,  que atrapalha  o andamento bom da internet.  Não sou tão radical, mas é interessante ver que, quem começou a usar a net com frequencia  há 10 anos atrás..(ou um pouco mais) teve os mesmos hábitos daqueles que começaram a explorar a internet  a pouco tempo. Pede o MSN de todo mundo,  add todo mundo mesmo se não tiver o que falar com ele, depois é a febre das correntes e o pior…as mesmas correntes de 10 anos atrás e claro, criam uma conta na rede social mais popular que tiver* sabe lá porque.

Excesso de informação estressa, por isso não costumo seguir muitas redes sociais.  Fico desejando mantê-las todas ativas, com informações periódicas, mas acho dificil. Uma pela questão de tempo e outra porque as pessoas andam insaciáveis e julgadoras demais na internet.

Um exemplo: É incrivel notar quanto tempo as pessoas gastam criticando vídeos no youtube.

Enfim….a internet tem ocupado a vida das pessoas como nunca. Pessoas bem instruídas ou não estão conectadas, fazendo compras, investindo na bolsa, ou apenas tentando espantar a solidão.

Será um remédio ou um veneno? Não sei. Sei que mesmo com ela existem coisas que não dá p/ abrir mão:  Amigos reais para tomar uma breja num bar qualquer.

→ * …na época  em que o orkut foi criado, houveram pessoas que pagaram dinheiro p/ receber um convite e entrar na comunidade (chega ser engraçado), hoje o pessoal parece estar ‘pagando’ para sair porque houve um ‘friendsboom‘ no facebook.